Informativo

Artesanato de Feira decora nova novela da Rede Globo

É dia de feira! Do Maranhão ao Sul da Bahia, do litoral ao sertão, e assim um pedaço do Nordeste se abre diante dos olhos de quem visita os boxes do setor de artesanato do Centro de Abastecimento de Feira de Santana, que há trinta anos é um dos maiores entrepostos comerciais do segmento na região. E isso atrai compradores de todo o país e leva a fama da cidade Brasil a fora, tanto que recentemente produtores da Rede Globo vieram até a feira para fazer compras para a nova novela do horário nobre.

“Velho Chico”, será a trama que substituirá “A Regra do Jogo” na faixa das nove da TV Globo a partir de março de 2016. A história começa em 1968 no sertão nordestino e mostra a saga de uma família que vive em torno do rio São Francisco. Por esse motivo os produtores escolheram a feira de artesanato do Centro de Abastecimento, pois é um local onde se pode encontrar peças vindas de todo o nordeste, inclusive de áreas banhadas pelo próprio Rio São Francisco.

“Recentemente vieram diretores da Rede Globo comprar nosso artesanato aqui, o artesanato original do Nordeste, para fazer o cenário e o figurino da nova novela “Velho Chico” e compraram materiais em muitas lojas aqui, e inclusive ficaram indignados quando souberam que isso aqui iria acabar, pois todas as novelas que se passavam aqui eles vem fazer as compras no artesanato de Feira”, informou o artesão e comerciante Assis Chateaubriand que trabalho há mais de 30 anos na feira.

Muitas são as vantagens encontrados na feira de artesanato do Centro, além da variedade, pois não encontradas peças de todos os estados do Nordeste e algumas até do Norte, o fato de estar geograficamente localizada no meio de entroncamentos rodoviários e principalmente os preços também são bem atrativos. “O nosso artesanato é o mais barato do país, e nós vendemos e exportamos para todo o Brasil”, garantiu Assis.

Marivaldo Freitas, há 43 anos comerciando couro, também valoriza as qualidades do produto local. “Eu tenho clientes de São Paulo, do Rio de Janeiro, de Minas Gerais, do Ceará, da Paraíba de diversos locais, isso porque aqui nós temos uma variedade, muitos fabricantes preferem comprar aqui em Feira de Santana, qualquer mercadoria aqui nós temos qualidade e preço”.

Profissão artesão

O Brasil tem hoje nove milhões de artesãos espalhados pelas grandes e pequenas cidades, mas a atividade não é reconhecida como profissão. Para garantir direitos a esses cidadãos, a Comissão de Cultura aprovou por unanimidade no dia 18, o relatório da deputada Luciana Santos (PCdoB/PE) ao PL 7.755/2010, do Senado Federal, que regulamenta a profissão de artesão. O projeto também estabelece diretrizes para as políticas públicas de fomento ao artesanato, institui a carteira profissional da categoria e autoriza o Executivo a criar a Escola Técnica Federal do Artesanato.

O comércio desses artefatos é fase final de um ciclo, envolvendo comerciantes, artesões, coletores de matéria prima e até pequenos agricultores, que sobrevivem e sustentam as famílias desses ofícios, só no Centro de Abastecimento de Feira são cerca de 105 famílias, uma média de duas mil pessoas sobrevivendo direta e indiretamente dessa atividade. A exemplo de Tom Moura, que faz parte da terceira geração de uma família de artesões de cipó e balaios. “O artesanato não é somente uma fonte de vida para nós, mas também uma coisa que faz parte de nossa essência, meus avós já trabalhavam com isso, meus pais seguiram e agora eu também e espero que meus filhos deem segmento a essa profissão”, disse.

Tom ainda exaltou a potencial gerador de emprego e renda que está categoria tem. “Feira de Santana como surgiu a partir de uma Feira desde então já veem na nossa história essa confecção e comercialização de artesanato e desde então se tornou algo fundamental gerar empregos, o artesanato e o comércio estão na alma dessa cidade e do mundo também pois até a própria industrialização surgiu daí”.

FONTE: https://www.jornalfolhadoestado.com/noticias/40603/artesanato-de-feira-decora-nova-novela-da-rede-globo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *